Fique Atualizado

Receba nosso Ebook e fique a par dos Novos Posts EM BREVE

Aprender Violão Artigo

Professor de Violão – A Conspiração das Escolas de Música Pt2

No texto anterior, eu expliquei o que é a Conspiração das Escolas de Música e escrevi sobre o primeiro vilão dessa Conspiração, que são os Alunos. Clique aqui para ler o Texto. Tenho certeza que você vai se identificar. Bom, nesse texto vou me ater ao segundo vilão dessa conspiração que são os Professores. Também vou te ajudar a identificar um bom Professor de Violão. Como esta série está na Categoria de Violão, vou comentar sobre o Professor de Violão, claro.

O Professor de Violão no Mercado

O Professor de Violão no Mercado de Trabalho

O instrumento mais popular é o violão e o seu curso é o mais adquirido. A busca por Professor de Violão é alta. O Google Adwords revela de cerca de 10 mil procuras mensais para a palavra-chave Professor de violão. Em um dos meus Workshops de Canto, fiz uma pesquisa com os participantes na qual eu perguntava qual instrumento eles gostariam de aprender tocar. De 20 pessoas, 12 escolheram Aprender a Tocar Violão.

Nem todo violonista é um bom Professor de Violão, mas o todo Professor de Violão precisa ser um bom violonista.

O Professor de Violão que vai ensinar precisa ser corajoso, peitudo e ter sangue no olho. Aprender a tocar violão é um processo árduo e denso. É necessário muito treino para alcançar os resultados. Portanto, o professor de música precisa ser um bom músico, porque para ser um bom músico é necessário muita dedicação.

O Mestre deverá ter conhecimento das verdadeiras dificuldades que se apresentarão para o seu pupilo. Estando, o professor de violão, calejado desses diversos obstáculos que se apresentam, saberá dar o devido encorajamento e instruções para que o Aluno vença ao invés de torná-lo fraco e um procrastinador.

2 Perfis de Professor de Violão

2 Perfis de Professor de Violão

Em resumo, até o momento, temos dois perfis de Professor de Violão:

Primeiro, o que estudou e praticou muito. Estes sabem como transferir o valor da Arte, possuem a capacidade de se posicionar no mercado e não são manobrados por uma suposta “nova onda” da Indústria Musical. Estão comprometidos com um Aprendizado sólido para os seus Alunos.

E o segundo é aquele que diz que estudou, diz que praticou, diz que já tocou muito um dia. Esses, que dizem, nunca assumem que não tocam nada e nunca estudaram pra valer. Não sabem manipular o material musical, nem se quer “tocar de ouvido”. Por fim, acabam sendo manobrados pela influência da Indústria fonográfica.

O Professor de Violão na Conspiração das Escolas de Música

 

O Professor de Violão na Conspiração das Escolas de Música

No primeiro Artigo, foi falado sobre o fato do Aluno procurar uma escola de música e chegar nela totalmente agravado, inflacionado, por vezes iludido, pelo Mercado Fonográfico. Se você leu o primeiro artigo, sabe qual é o perfil de Aluno que estou falando.

Diante desse perfil de Aluno o Professor tem duas opções: Se conformar e aceitar essa “manobra”; ou brigar pra gerar transformação e desenvolvimento no Aluno.

O  Professor de Violão com o segundo perfil é o que se conforma, porque ele não sabe o que é ter uma rotina de estudos, não sabe o que é lidar com uma grande quantidade de material musical, não conhece a sensação de tentar tocar com a velocidade no limite. Veja o que ocorre:

  1. Deixa o aluno escolher tudo o que quer aprender e fazer o que quiser;
  2. Não tem uma sequência Cronológica;
  3. Não acompanha os resultados;
  4. Entre outros pontos;

Já o Professor de Violão, com o primeiro perfil, mostra logo de cara que “nem tudo são flores”, mas encoraja os alunos dizendo: Se eu consegui, vocês também vão conseguir.  Esse Perfil apesar de estar encorajando os alunos a crescerem e a evoluírem não são tão desejados nas Escolas de Música. Talvez a Escola não apoie esse perfil de professor porque os alunos veem resultado estudando com ele e, quando ele for embora, os alunos o seguirão. Observe as qualidades desse professor:

  1. Tem Didática (o conteúdo entra na sua mente);
  2. Fala bem e com clareza;
  3. Sempre contextualiza o conteúdo; está sempre salientando que está fazendo música;
  4. Explica que nem tudo são flores ao Aprender a Tocar Violão; mas encoraja o Aluno; Incentivador;
  5. É “caxias mas dá resultado”; corrige postura e movimentos;
  6. Gosta de Explicar;
  7. Tem teoria e bastante prática;
  8. Conteúdo com sequência cronológica;
  9. Monitora os resultados;
  10. Mostra o Momento certo de aprender os Assuntos;

O Bom Professor de Violão

O Bom Professor de Violão

Em uma entrevista, o Filósofo e Educador Mário Sérgio Cortella disse:

Só é um bom ensinante quem for um bom aprendente. Essa dica, decorre uma segunda que é a necessidade de ter Humildade Pedagógica. Isto é, a capacidade de saber que eu não sei tudo, o tempo todo, de todos os modos e ninguém o sabe. Por isso, é preciso juntar as competências. Aí sim a gente consegue aquilo que é necessário que é ir em direção ao Futuro.

Este trecho retrata a necessidade de não estagnar, não interromper um processo de aprendizagem, de progresso.

Meu sonho é: diante de um Mercado tão rico, forte e alienador, que o Professor de Violão, o Professor de Música, em geral, seja seguro e não se deixe levar por essa “manobra”.

 

Não deixe de Ler a Parte 1 desta série, basta clicar aqui;

 

E eu quero muito saber a sua opinião sobre este assunto, deixe sua opinião nos comentários!

 

Cantor e Guitarrista, Formado pela EMESP Tom Jobim em Canto e Jazz Guitar. Conheça mais Sobre Mim.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.
%d blogueiros gostam disto: